Ferramentas “Google Apps for Education” com recursos extra no apoio à situação de contingência!

Apesar de nos encontrarmos ainda numa fase inicial do processo de integração com as ferramentas disponibilizadas pela “Google Apps for Education” com algumas funcionalidades apresentando ainda problemas, consideramos que para corresponder à multitude de recursos “online” atualmente solicitados, para melhoria da comunicação entre a comunidade; é justificada a colocação do serviço disponível a título experimental.

Entretanto recebemos da Google a mensagem abaixo que disponibiliza neste conturbado período alguns recursos extra e que deixamos à consideração da comunidade testar e eventualmente usar.

Note que para uso do serviço deverá solicitar a ativação no “Painel de Controlo
(ativação somente disponível nas redes internas ou estando ligado numa VPN Intranet, após ativação dispensa o uso de VPN)

Pedro Ribeiro, DSIC/IPLNet.


Com a disseminação do COVID-19, muitas instituições de ensino correm o risco de fechar ou terem de planear o seu encerramento. Sabemos que muitos professores e alunos gostariam de continuar a trabalhar e aprender em equipa, mesmo que não estejam presentes em pessoa. Dadas as circunstâncias especiais desta situação, anunciámos que vamos implementar alterações a todos os domínios do G Suite for Education para permitir tirar maior partido, sem qualquer custo adicional, das vantagens oferecidas por um maior número de ferramentas de aprendizagem remota, incluindo funcionalidades premium do Hangouts Meet.

Expansão do acesso às funcionalidades premium do Meet

O Hangouts Meet já faz parte do G Suite for Education, mas vamos disponibilizar gratuitamente as funcionalidades premium do Meet no seu domínio do G Suite for Education, ipl.pt. As funcionalidades premium do Meet indicadas a seguir serão implementadas ao longo das próximas semanas e o acesso ficará disponível até ao dia 1 de julho de 2020:

Obtenha ajuda para o Hangouts Meet

Seguem-se alguns recursos que podem ajudar a configurar e utilizar o Hangouts Meet com o seu domínio do G Suite for Education:

Recursos adicionais para aprendizagem e trabalho remotos

São muitas as entidades que não estão familiarizadas com a aprendizagem à distância. Além de oferecer o Hangouts Meet para satisfazer as necessidades de videoconferência e streaming, o G Suite for Education dispõe de outros produtos vocacionados para a aprendizagem remota que podem ser úteis. Para obter mais informações sobre como utilizar as nossas ferramentas, esclareça as suas dúvidas junto de um especialista do produto e aprenda com os professores. Visite:

A nossa equipa do Google for Education está a trabalhar para compilar diretrizes e sugestões adicionais para que fique a conhecer mais facilmente as práticas recomendadas da aprendizagem e do ensino remotos.

Já é possível o acesso VPNIntra com conta de aluno!

Foi identificado e corrigido um problema de parametrização que impedia até agora a utilização do serviço de VPNIntra por contas @alunos

Os utilizadores que até agora utilizavam a VPNbon deverão passar a usar a VPNIntra no acesso para que consigam acesso pleno aos recursos internos bem como aos da BON (Biblioteca Online).

Apesar de ainda não existir decisão, é possível que a VPNbon seja descontinuada de futuro.

 

VPNIntra em acesso livre!

Desde há alguns dias, foi dispensada a formalização no acesso a este serviço em resposta à necessidade urgente de facultar à comunidade uma forma de acesso aos recursos internos às escolas e serviços do IPL.

A utilização deste serviço permite que estando o utilizador no exterior, obtenha acesso de rede aos recursos internos gerais ao IPL como se estivesse ligado à rede sem fios eduroam ou a uma rede geral por cabo.
Quem necessitar usar o serviço poderá seguir as instruções na página do serviço e usar como credenciais de acesso o endereço de email (terminado em .ipl.pt) e a palavra-chave respetiva. (não carece nesta fase de qualquer autorização prévia)

Notas:

  • O normal funcionamento do serviço (só os autorizados caso-a-caso podem usar) será reposto quando for considerado adequado.
  • O acesso VPNIntra não permite acesso direto a recursos exclusivos de alguns grupos de utilizadores (ex. aplicações administrativas), estando em preparadas soluções especificas para tal, contactar o DSIC/IPL caso seja necessário.

Videoconferência Colibri (atualização de 14/03/2019)

O COLIBRI (Ambiente Colaborativo Multimédia – https://colibri.fccn.pt) tem sido uma ferramenta muito usada pela comunidade científica e de ensino superior.
No contexto atual de crise de saúde pública, com medidas de teletrabalho e aulas a distância, teve um incremento exponencial de utilização e passou a ser crítica.
Como tal, temos vindo a aumentar significativamente o nº de licenças “Pro” para reuniões simultâneas, adaptando às necessidades crescentes da comunidade. O uso dessas licenças só é necessário para o “dono” de uma reunião/aula e não para os participantes, que podem ser até 300 por reunião. Temos verificado no entanto que, muitos utilizadores fazem login para assistir a reuniões/aulas, gastando licenças que depois são realmente necessárias para quem quer marcar novas reuniões.
A utilização média do serviço antes deste período excecional era de 210 reuniões diárias com 1.990 utilizadores.
Ontem dia 12 de março registámos: 3.574 reuniões e 58.552 utilizadores num só dia.
Estes valores continuam a aumentar.
Por forma a preservar a disponibilidade do serviço, tomámos a seguinte medida durante este período de emergência: não atribuir licenças “Pro” a alunos, ficando estas restritas para Professores e Staff das entidades. Algumas notas em relação a esta medida:
– A identificação do perfil para esta decisão, será baseada na informação de autenticação federada que nos chega de cada entidade, de acordo com protocolo assinado deste serviço..
– Os alunos poderão continuar a marcar reuniões, mas em modo “básico” com um limite de 40 minutos.
– Se houver alunos que precisam mesmo de marcar sessões “Pro” sem limitações, terão de pedir a alguém do Staff ou Professores da sua entidade de ensino.
Adicionalmente tivemos de tomar outra medida de contingência, devido ao preenchimento da base de dados global de utilizadores, foi necessário remover alguns dos registos. Esta medida é inócua para os utilizadores em termos de acesso à plataforma, mas em raros casos podem ser limpas sessões previamente agendadas com alguma antecedência. Pedimos que antes das sessões verifiquem o agendamento das mesmas.
Relembramos que têm serviços complementares à disposição como o VideoCastEducast e Nau, para apoio ao ensino a distância.
Estamos a dar o nosso melhor e agradecemos a compreensão para qualquer flutuação dos serviços nestes tempos excecionais.
Obrigado,
A equipa do COLIBRI
[transcrição de email de divulgação da FCCN-FCT]

Algumas aplicações online disponibilizadas pela FCCN-FCT

A FCCN-FCT, para além de fornecer a conectividade Internet à comunidade do ensino superior nacional, disponibiliza ainda um conjunto de ferramentas online algumas das quais bastante úteis no apoio à situação atual. Aqui fica um destaque baseado numa mensagem recente de divulgação.

Colibri 

Graças a este serviço de colaboração Web, é possível encontrar um ambiente propício para a realização de aulas e reuniões a distância. O Colibri permite realizar sessões de videoconferência com capacidade para 300 participantes por sessão. É possível a partilha de áudio, vídeo, texto, imagens, quadro branco e ecrã. As sessões podem ainda ser gravadas, para registo e disponibilização posterior, através do serviço Educast.

E-mail: colibri@fccn.pt

Videocast

Com o Videocast é possível fazer a transmissão de vídeo em direto para todo o mundo, via Internet, sem anúncios ou interrupções. O conteúdo é partilhado de forma simples, através de uma página web com chat integrado, sendo possível partilhar uma aula ou formação com todos os que tenham acesso ao link de transmissão (com opção de controlo por palavra-chave). O serviço é compatível com os principais browsers de internet e dispositivos móveis (smartphones e tablets).

E-mail: servico-videodifusao@fccn.pt

Educast

Através do Educast poderá gravar, editar e publicar vídeos educativos (aulas, formações, tutoriais, etc…). Esta publicação é feita através do upload para um portal pesquisável, que agrega mais de 22 mil vídeos educativos. O Educast permite a edição e publicação, com recurso a software próprio, de forma simplificada, garantindo que os vídeos ficam disponíveis aos alunos em múltiplos formatos (streaming, desktop e mobile).

E-mail:suporte-educast@fccn.pt

NAU

A plataforma NAU – Sempre a Aprender, disponibiliza acesso a cursos online para grandes audiências em formato MOOC (Massive Open Online Course). Caso a sua instituição ative planos de contingência com os seus colaboradores em regime de teletrabalho, poderão dar-lhes a oportunidade melhorar as suas competências em várias áreas do conhecimento. Veja os cursos disponíveis na NAU.

Filesender

Com um limite de envio máximo de 100 GB, o Filesender assume-se como a melhor opção para a partilha segura de ficheiros. O Filesender foi desenvolvido tendo em conta requisitos específicos da comunidade académica e científica, permitindo, contudo, que qualquer pessoa possa receber os ficheiros. Esta é a melhor opção para aqueles ficheiros que são demasiado grandes para ser enviados por email.

Acesso à plataforma de Videoconferência Colibri

Usando as credenciais da conta de correio eletrónico (e rede sem fios) disponibilizadas pelo IPL (terminadas em .ipl.pt) poderá usar a plataforma de Videoconferência “Colibri” disponibilizada pela FCT/FCCN.

Entre em Colibri FCCN e selecione “Agendamento”. Quando questionado sobre a instituição a que pertence, pesquise “lisboa” e selecione “Instituto Politécnico de Lisboa”.

Após será redirecionado para a nossa página central de autenticação de serviços web onde colocará o seu endereço de correio eletrónico e a respetiva palavra-chave e de seguida poderá fazer o agendamento e utilização do serviço, incluindo o convite aos participantes que não necessitam possuir conta na plataforma para usar, poderão aceder à sessão através de um link que lhes poderá divulgar por email, no Moodle ou similar.

Problemas no acesso eduroam

Devido à expiração de um certificado digital usado no acesso à rede sem fios eduroam, entre as 12h e as 13h diversos utilizadores tiveram dificuldade no acesso.

O problema ficou resolvido após substituição do certificado em questão por um novo.

É possivel que em consequência desta alteração alguns dispositivos no primeiro acesso após a mudança, apresentem uma alerta solicitando a aceitação do novo certificado.

Ajuste do endereçamento eduroam e regras de uso simultâneo

Para acomodar a quantidade crescente de dispositivos ligados na rede sem fios (que em alguns períodos atingem próximo de 5000 simultâneos) o IPL obteve mais endereços IP e foi realizada uma redistribuição dos endereços pelas redes existentes servido cada polo/unidade orgânica/serviço.

Os equipamentos obterão agora tipicamente endereços iniciados em 194.210. se pertencerem a utilizadores internos, iniciados em 193.137. se pertencerem a visitantes eduroam e iniciados em 192.168. se estiverem associadas a contas de convidados.

A oportunidade foi aproveitada para adequar as regras de acesso de múltiplos dispositivos à realidade atual, passando a ser aceites até 3 dispositivos simultâneos não registados por utilizador. Todos os dispositivos que tenham sido registados pelo utilizador na página de “Painel de Controlo” (intranet) não são alvo desta limitação.

Instabilidade geral de conectividade Internet

Nos últimos dois dias ocorreram severas instabilidades na rede.

No dia 4 o problema iniciou-se cerca das 11h da manhã, prolongando-se até cerca das 13:40; ontem entre as 13h e as 14:15 (para a maioria da rede) e até as 14:45 para as redes da zona de visitantes e alojamentos externos.

Não tendo conclusões definitivas sobre o que despoletou o problema, este ocorreu na rede que realiza a interligação entre as redes internas e os sistemas firewall de ligação ao exterior.

Segundo a análise realizada sobre os registos de eventos tudo aponta para que o problema seja resultante de um bug no software que realiza a descoberta dos melhores caminhos de rede (protocolo OSPF) na firewall e que de alguma forma foi despoletado e impedia este(s) de permitir o encaminhamento entre o IPL e a Internet.

No dia 4, só foi possível estabilizar a conectividade reiniciando o grupo de equipamentos envolvidos após esgotadas as hipóteses de identificação precisa do problema.

Com esta conclusão preliminar da possível origem do problema, foram preparados trajetos alternativos de comunicação para serem usados em caso de recorrência, mas a solução não foi terminada e testada pois tal exigiria o reiniciar dos sistemas firewall e implicaria provocar falhas controladas em alguns pontos da rede para validar a solução o que consideramos adequado ocorrer em altura de menor atividade de utilizadores.

Apesar de aquela zona da rede não sofrer alterações há meses e o problema só se ter manifestado com muito menor dimensão há alguns meses atrás, o problema reapareceu ontem (dia 5).

Quando nos apercebemos do reaparecimento do problema, solução de mitigação que já tínhamos em preparação foi aplicada, incluindo a reconfiguração de 10 equipamentos interligados à rede em questão.

Rapidamente o encaminhamento convergiu e os serviços reestabeleceram-se.

Do ocorrido identificámos algumas coisas que não funcionaram como pretendido e realizaremos ainda algumas alterações ao nível dos serviços DNS nos próximos dias para minimizar a dependência entre estes e os sistemas firewall. Em momento oportuno realizaremos testes mais rigorosos acerca da reação a cenários de falhas de alguns elementos críticos da rede, provavelmente quando a maioria das escolas iniciarem as férias de natal.

Apesar de pelo padrão de problema a origem mais comum ser a de ataque de negação de serviços (DDoS) efetuado por terceiros não identificamos qualquer evidência nesse sentido para este caso concreto.